Envie uma mensagem

Componentes e Ações
Ações por Área Prioritária
Componentes e Ações

COMPONENTES, SUBCOMPONENTES E AÇÕES: A proposta do Projeto tem três (3) Componentes:

COMPONENTE1 - PROMOÇÃO DA BIODIVERSIDADE EM PROPRIEDADES RURAIS

COMPONENTE 2 - APOIO AO GERENCIAMENTO DA BIODIVERSIDADE

COMPONENTE 3 - GERENCIAMENTO DO PROJETO

COMPONENTE 1: PROMOÇÃO DA BIODIVERSIDADE EM  PROPRIEDADES RURAIS                                                                     

Incorporação da proteção e conservação da biodiversidade junto aos principais setores produtivos do meio rural, por meio de ações de extensão e fomento de práticas sustentáveis no uso e manejo da biodiversidade nativa, promovendo o desenvolvimento das comunidades das regiões envolvidas.

1.1.Preparação e implantação de experiências e práticas de conservação da biodiversidade:

Desenvolvimento e implantação de Unidades Demonstrativas de uso e conservação da biodiversidade; 1.1.1. Implantação de Unidades demonstrativas; 1.1.2. Implantação de Unidades de Validação.

1.2. Implantação de projetos:                                                                    

Fomento à implantação de atividades produtivas compatíveis com o uso sustentável e a conservação da biodiversidade nativa em propriedades rurais. As práticas a serem promovidas, inclusive com subsídios, estarão enquadradas nas áreas temáticas: criação de animais silvestres, uso racional e conservação dos campos nativos, implantação de sistemas agroflorestais utilizando espécies nativas, implantação de projetos de agricultura ecológica e turismo rural.1.2.1. Apoio à utilização de práticas para conservação da biodiversidade

COMPONENTE 2: APOIO AO GERENCIAMENTO DA BIODIVERSIDADE 

Desenvolvimento de ações de suporte ao gerenciamento da biodiversidade, mediante a produção de novos conhecimentos, apoio às atividades de controle ambiental, e elaboração e implantação de instrumentos de gestão.

2.1. Produção de Conhecimento para Gestão da Biodiversidade:
Produção e difusão de conhecimento dos elementos que contribuam para a gestão, o manejo e a adoção de práticas adequadas à conservação da biodiversidade.

2.1.1. Conservação da biodiversidade em áreas de alta importância biológica:

(Ver MAPA abaixo)
Definição de unidades territoriais e diretrizes de conservação da biodiversidade, visando a subsidiar a proposta para a criação de Unidades de Conservação e implantação de corredores ecológicos. Avaliações Ecológicas Rápidas e Estudos Circunstanciados serão instrumentos utilizados para esses estudos. Áreas com estudos previstos: Quarta Colônia, Campanha, Escudo Sul-rio-grandense e Litoral Médio.

2.1.2. Promoção e difusão do tema valoração econômica dos serviços ambientais prestados pela biodiversidade no RS:
Identificação dos elementos dos ecossistemas prestadores de serviços ambientais, geração de modelo de valoração ambiental e difusão do conhecimento produzido. Diagnóstico na Quarta Colônia.

2.1.3. Definição de estratégias para influir nas políticas públicas de manejo de espécies exóticas invasoras:
Avaliação dos impactos ambientais das invasões biológicas, inclusão dos resultados em banco de dados sobre o tema, elaboração de diagnóstico e proposta de manejo para 1 espécie da flora  e 2 da fauna (na Quarta Colônia e no Escudo Sul-rio-grandense), elaboração de normas de controle para o aperfeiçoamento da legislação existente.

2.2. Instrumentos para Gestão:
Elaboração e implantação de instrumentos de gerenciamento da biodiversidade.

2.2.1. Implantação de SIG sobre a biodiversidade:
Estruturação de um Sistema de Informação Geográfica para o projeto RS Biodiversidade, compartilhado com as instituições geradoras e usuárias de informações sobre o tema. 

2.2.2. Definição e implantação de sistema de indicadores biológicos e socioeconômicos:
Definição de um sistema de indicadores socioeconômicos e biológicos a ser implementado em ecossistemas de importância para a biodiversidade como banhados, campos e florestas, com padrão de indicadores e de monitoramento diferenciados para cada ecossistema. Teste e avaliação em áreas piloto localizadas no Escudo Sul-rio-grandense.

2.2.3. Elaboração de Zoneamento Ecológico-Econômico:
Elaboração de ZEE em 1 Área Prioritária: Litoral Médio.

2.2.4. Estratégia de conservação da biodiversidade em propriedades privadas:
Implantação de ações compatibilizando a conservação da biodiversidade com os sistemas produtivos do bioma Pampa. Desenvolvimento e implantação de processo de gestão ambiental de áreas privadas.

2.2.5. Aplicação de instrumentos de incentivo à implantação de práticas de conservação da biodiversidade:
Identificação de mecanismos de incentivo ao uso e conservação da biodiversidade e elaboração de caderno técnico para administradores públicos e legisladores. Difusão do conhecimento produzido por meio dos COREDEs e prefeituras municipais. Aplicação de pelo menos um instrumento em parceria com Prefeituras Municipais, iniciativa privada ou Governo do Estado.

2.2.6. Sistema de certificação de produtos da biodiversidade do Estado:
Criação e adoção de um sistema de certificação de produtos da biodiversidade para o RS, promovendo a divulgação da biodiversidade nativa e recompensando os produtores envolvidos. Esta ação será desenvolvida nas 4 Áreas do Projeto.


2.3 Proteção e conservação de áreas e espécies ameaçadas Desenvolvimento de ações que visem à redução das causas da perda da biodiversidade e das ameaças específicas a sua conservação, em áreas identificadas e priorizadas.

2.3.1. Elaboração de planos de ação:

1.Restabelecimento da Conectividade da Floresta Estacional da Quarta Colônia;2. Restauração e Conservação dos Ecossistemas do entorno do Parque Estadual do Espinilho;3. Conservação das Abelhas Nativas no Escudo Sul-rio-grandense através da sua Utilização Sustentável;4. Conservação dos Ecossistemas Marinhos, Costeiros e de Influência Fluvial como forma de desenvolvimento para o Município de São José do Norte; 5.Elaboração de outros Planos de Ação, a serem definidos ao longo da implantação do Projeto, especialmente a partir dos diagnósticos desenvolvidos nas áreas referentes ao item de Conservação da Biodiversidade em Áreas de Alta Importância Biológica (1.1.1) e no Zoneamento Ecológico-Econômicos (1.2.3)

2.3.2. Implementação de ações de recuperação
Implementação das ações propostas, com vistas à restauração de áreas degradadas ou em estado crítico de conservação da biodiversidade, aliando-as a estratégias de desenvolvimento regional.
1. Conservação e uso sustentável da diversidade de espécies nativas de cactos, orquídeas e folhagens de corte como fator de desenvolvimento no Escudo Sul-rio-grandense.; 2. Conservação do bioma Pampa através da integração de ações de minimização da fragmentação de habitats e identificação do potencial biológico; 3. Conservação e uso sustentável do butiá (Butiá capitata) no Litoral Médio;4. Implantação dos Planos de ação propostos no subcomponente 2.1.1.

2.3.3. Estruturação do Sistema de Unidades de Conservação Elaboração e implementação de planos e ações com vistas ao mfortalecimento das Unidades de Conservação do bioma Pampa.

2.4. Educação e Divulgação da Biodiversidade
Desenvolvimento de ações de educação e divulgação da biodiversidade que contribuam para a solução de problemas de desinformação relacionados com a biodiversidade, empreendendo ações de disseminação dos conceitos envolvidos e sua importância, para diferentes segmentos da sociedade, e promovendo uma adequada comunicação das atividades do Projeto.
 

2.4.1. Educação dirigida às instituições de ensino:
Desenvolvimento de projetos pedagógicos relacionados à biodiversidade como tema transversal nos currículos escolares.

2.4.2. Educação dirigida a grupos específicos:
Desenvolvimento de projetos pedagógicos relacionados à biodiversidade como tema transversal, dirigidos a grupos específicos, considerando as especificidades locais.

2.4.3. Educação em atividades conjuntas:
Desenvolvimento de projetos pedagógicos relacionados à biodiversidade como tema transversal, dirigido, ao mesmo tempo, às instituições de ensino e a grupos específicos, permitindo a interação e troca de conhecimento e experiências entre os diversos participantes.

2.4.4. Divulgação da biodiversidade:
Divulgação e incremento da percepção pública relacionada com a biodiversidade, a partir de distintas estratégias de repasse de informações. Popularização do tema da conservação e proteção da biodiversidade.

2.5. Fortalecimento Institucional

2.51. Capacitação de recursos humanos:
Capacitação e treinamento de técnicos ligados ao gerenciamento e à execução do Projeto, contribuindo para sua sustentabilidade.

2.5.2. Capacitação institucional:
Ações para melhoria da condição de cada instituição, no desempenho de seu papel na pesquisa e conservação da biodiversidade.

COMPONENTE 3: GERENCIAMENTO DO PROJETO

3.1 Estrutura organizacional:
Estruturação e implementação da equipe do Projeto, envolvendo a Unidade de Gerenciamento do Projeto e os colegiados para coordenação, administração, acompanhamento e avaliação das ações propostas.

3.2 Sistema de Monitoramento e Avaliação:
Desenvolvimento e implantação de sistema para o acompanhamento, monitoramento e avaliação do Projeto, medindo os impactos das ações, monitorando os avanços no seu dia-a-dia e disponibilizando as informações para a adequada gestão do RS Biodiversidade.


 Unidades de Conservação e Áreas Importantes para a Biodiversidade

Ações por Área Prioritária

AÇÕES COM ABRANGÊNCIA GERAL

O Projeto propõe diversas ações que se desenvolverão em todas as Áreas Prioritárias, conforme listado a seguir, sendo algumas, inclusive, de abrangência estadual.

Do Componente 1: Promoção da Biodiversidade em Propriedades Rurais

Implantação de Unidades Demonstrativas;Apoio à Utilização de Práticas para Conservação da Biodiversidade.

Do Componente 2: Apoio ao Gerenciamento da Biodiversidade

Promoção do Tema Valoração Econômica dos Serviços Ambientais Prestados pela Biodiversidade no RS;Definição de Estratégia para Influir nas Políticas Públicas de Manejo de Espécies Invasoras;Implantação do Sistema de Informações Geográficas sobre a Biodiversidade;Definição e Implantação de Sistema de Indicadores Biológicos e Socioeconômicos para Monitoramento da Biodiversidade; Aplicação de Instrumentos de Incentivo à Implantação de Práticas de Conservação da Biodiversidade;Sistema de Certificação de Produtos da Biodiversidade do Estado.Educação Dirigida às Instituições de Ensino, Educação Dirigida a Grupos Específicos e Divulgação da Biodiversidade.

Do Componente 3: Gerenciamento do projeto

Estruturação e implementação da equipe do Projeto

AÇÕES ESPECÍFICAS POR ÁREAS PRIORITÁRIAS

ÁREA 1 - QUARTA COLÔNIA

Do Componente 2.  Apoio ao Gerenciamento da Biodiversidade

Subcomponente 2.1. Produção de Conhecimento para a Gestão da Biodiversidade

Ações: Delimitação do corredor da Quarta Colônia;Estudo de Caso: Geração de Modelo de Valoração de Serviços Ambientais;Estudo de Caso: Realização de diagnóstico dos impactos de espécie exótica e proposta de manejo.

Subcomponente 2.3. Proteção e Conservação de Áreas e Espécies Ameaçadas

Ações: Elaboração e implementação de Plano de Ação para o restabelecimento da conectividade da Floresta Estacional da Quarta Colônia.

ÁREA 2 - CAMPOS DA CAMPANHA

Do Componente 1. Promoção da Biodiversidade em Propriedades Rurais

Subcomponente 1.1. Preparação e Implantação de Experiências e Práticas de Conservação da Biodiversidade

Ações: Implantação de três Unidades Demonstrativas de uso e manejo de campos nativos - Alegrete, São Borja e Santana do Livramento.

Do Componente 2.  Apoio ao Gerenciamento da Biodiversidade

Subcomponente 2.1. Produção de Conhecimento para a Gestão da Biodiversidade

Ações: Elaboração de Avaliações Ecológicas Rápidas em duas áreas:Várzea do rio Ibicuí - municípios de Uruguaiana e Itaqui;Várzea do rio Quarai - município de Quaraí;Estudo de Caso: Elaboração de diagnóstico dos impactos do capim annoni e proposta de manejo.

Subcomponente 2.2. Instrumentos para a Gestão da Biodiversidade

Ações: Estratégia de conservação da biodiversidade em propriedades privadas.

Subcomponente 2.3. Proteção e Conservação de Áreas e Espécies Ameaçadas

Ações: Elaboração e implementação de Plano de Ação de restauração e conservação dos ecossistemas do entorno do Parque Estadual do Espinilho;Elaboração e implementação de Plano de Ação de conservação do bioma Pampa através da integração de ações de minimização da fragmentação de habitats e identificação do potencial biológico.

ÁREA 3 - ESCUDO SUL-RIO-GRANDENSE

Do componente 1. Promoção da Biodiversidade em Propriedades Rurais

Subcomponente 1.1. Preparação e Implantação de Experiências e Práticas de Conservação da Biodiversidade

Ações: Implantação de duas Unidades Demonstrativas de uso e manejo de campos nativos - Santana da Boa Vista e Pinheiro Machado

Do Componente 2.  Apoio ao Gerenciamento da Biodiversidade

Subcomponente 2.1. Produção de Conhecimento para a Gestão da Biodiversidade

Ações: Realização de Estudo Circunstanciado da Pedra do Segredo e área de entorno;Estudo de Caso: Realização de diagnóstico dos impactos do javali (Sus scrofa) e proposta de manejo.

Subcomponente 2.2. Instrumentos para a Gestão da Biodiversidade

Ações: Área piloto: Implantação de Monitoramento da Biodiversidade em ecossistema de campo.

Subcomponente 2.3. Proteção e Conservação de Áreas e Espécies Ameaçadas

Ações: Elaboração e implementação de Plano de Ação para a conservação das abelhas nativas no Escudo Sul-rio-grandense, através da utilização sustentável;A conservação e o uso sustentável da diversidade de espécies nativas de cactos, orquídeas e folhagens de corte como fator de desenvolvimento do escudo Sul-rio-grandense.

ÁREA 4 - LITORAL MÉDIO

Do Componente 2.  Apoio ao Gerenciamento da Biodiversidade

Subcomponente 2.1. Produção de Conhecimento para a Gestão da Biodiversidade

Ações: Realização de Estudo Circunstanciado na Lagoa do Paurá e entorno.

Subcomponente 2.2. Instrumentos para a Gestão da Biodiversidade

Ações: Área piloto: Implantação de Monitoramento da Biodiversidade no ecossistema banhado;Elaboração de Zoneamento Ecológico-Econômico.

Subcomponente 2.3. Proteção e Conservação de Áreas e Espécies Ameaçadas

Ações: Elaboração e implementação de Plano de Ação de conservação dos ecossistemas marinhos costeiros e de influência fluvial como forma de desenvolvimento para o município de São José do Norte;Implementação de ações de recuperação para a conservação e uso sustentável do butiá (Butia capitata) na região do Litoral Médio do Rio Grande do Sul.



 

| Voltar |

 









Desenvolvido por PROCERGS